Seminário discute políticas públicas para Culturas Negras

unnamed

 

Evento, que será realizado no dia 21, às 14h, integra o III Encontro de Culturas Negras

 Teve início na manhã dessa segunda-feira (17), em Salvador, a segunda edição de uma iniciativa pioneira no Brasil: o Fórum de Legisladores Culturais da Bahia, um importante espaço de diálogo entre legisladores atuantes na área cultural, que tem como uma das principais finalidades formalizar a criação da Rede de Legisladores Culturais da Bahia. Dezenas de pessoas vindas de diversos municípios baianos, entre elas, vereadores, coordenadores e representantes de pontos de cultura,  participam do Fórum, que acontece até amanhã (18), na Biblioteca Pública do Estado da Bahia. O evento é uma iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Comissão Gestora do Fórum e pode ser acompanhado ‘ao vivo’ através da Biblioteca Virtual 2 de Julho, no link: goo.gl/scsJju.

“Entendemos que um das mais importantes ações para a consolidação do Plano Estadual de Cultura, por exemplo, é criarmos e articularmos as redes, como já foi feito com a Rede de Dirigentes de Cultura, a de Formação e Qualificação, Rede de Pontos de Cultura e também a de Pontinhos de Cultura. Precisamos institucionalizar o Fórum e reunir de forma sistemática legisladores para discutir política cultural”, pontuou o superintendente de Desenvolvimento Territorial da Cultura da Secretaria de Cultura da Bahia, Sandro Magalhães. Ainda na ocasião, ele apresentou um importante instrumento para os legisladores, o blog Fórum de Legisladores (forumdelegisladores.wordpress.com), construído para servir como banco de dados e consulta. “O blog será atualizado pela Comissão Gestora do Fórum, com apoio da SecultBA”, explicou.

“Políticas Culturais na Bahia e no Brasil”.

Nesse primeiro dia, a manhã foi dedicada  a apresentação da Escola de Dança da FUNCEB e do professor e secretário de Cultura do Estado da Bahia, Albino Rubim, que falou sobre “Políticas Culturais na Bahia e no Brasil”, lembrando o avanço no campo cultural nos últimos anos, com a aprovação do Plano Nacional de Cultura, na Bahia, da Lei Orgânica da Cultura e, mais recentemente, do Plano Estadual de Cultura da Bahia.

“Os legisladores devem ser grandes parceiros no fortalecimento da área da cultura. O Brasil passou por transformações significativas e mais de 40 milhões de pessoas foram incorporadas a vida social e econômica. Nosso papel é muito importante, pois ainda existe uma exclusão cultural interna. O acesso ao cinema, museu, ainda é muito baixo. Precisamos ampliar as estruturas no Brasil,  muitos municípios não tem esses equipamentos”, destacou  Rubim. Ainda em sua explanação, ele, que tem acompanhado as políticas culturais brasileiras iniciadas em 1985, com a criação do Ministério da Cultura, abordou o que podemos chamar de tradições, dando oportunidade  para que os presentes debatessem questões fundamentais ligadas ao tema. “Em muitos momentos da história nós não tivemos políticas culturais.  Nos momentos que houve políticas, elas estavam diretamente ligadas a governos  autoritários, e, por último, temos também a questão da instabilidade, ou seja, o Ministério da Cultura, por exemplo, foi criado em 1985, entre 1985 e 1994, tivemos dez responsáveis pela cultura no Brasil, quer dizer, o Ministério estava sendo implantado e houve praticamente um ministro por ano. Avançamos e precisamos avançar ainda mais”, disse.

Nesta terça-feira (18), a Organização de Redes Culturais também será tema do evento e apresentado pelo diretor do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos da UFBA (IHAC), o professor doutor Messias Bandeira.  Estratégias de organização e consolidação do Fórum também serão discutidas durante a programação. O II Fórum deLegisladores Culturais é uma produção da Diretoria de Territorialização da Cultura da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e tem o apoio institucional da Fundação Pedro Calmon.

 

II Fórum de Legisladores Culturais da Bahia

Dias 17 e 18 de novembro

Complexo Cultural dos Barris – Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Sala Luiz Orlando)

Mais informações: (71) 3103-3441 ou 3103-3458 (Thasla Vanessa ou Cleber Meneses)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s