Cultura no Parque São Bartolomeu: Sessão Plenária do Conselho Estadual de Cultura

Cultura no Parque São Bartolomeu Sessão Plenária do Conselho Estadual de Cultura (7)

Os membros do Conselho Estadual de Cultura do Estado da Bahia se reuniram com agentes culturais, no dia 21 de outubro de 2015, no Parque São Bartolomeu, subúrbio ferroviário de Salvador, para discutir assuntos pertinentes à cultura no subúrbio e, sobretudo acerca da utilização do parque enquanto um bem cultural e ambiental.

Estiveram presentes no encontro representantes da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), tais como do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), Fundação Pedro Calmon (FPC), Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), além de membros da Associação de Dirigentes Municipais de Cultura do Estado da Bahia (ADIMCBA), por intermédio do presidente Emílio Tapioca, também conselheiro estadual de cultura.

O evento também contou com a presença de representantes da Secretaria de Educação, da Assembléia Legislativa da Bahia, por meio do Deputado Estadual Bira Coroa, representantes da Prefeitura Municipal de Salvador, por intermédio da FGM – Fundação Gregório de Mattos e representantes de Redes do Subúrbio, dentre elas a Rede Reprotai, constituída por jovens do Bairro do Uruguai e Alagados, e o Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio, com forte atuação no Bairro de Plataforma e região, entre outros grupos e atores sociais interessados no tema em questão.

Os Conselheiros de Cultura buscaram identificar as demandas da comunidade, junto com os participantes e representantes das entidades citadas acima. Dialogaram e pensaram em estratégias para sanar as lacunas que ainda interferem no desenvolvimento da cultura local, bem como, fortaleceram o que o subúrbio tem de interessante – o patrimônio riquíssimo existente, e enfatizaram a necessidade de valorizar os atrativos culturais e ambientais, além dos saberes e fazeres, marca registrada do subúrbio.

Ainda, nessa perspectiva, debateram sobre políticas públicas voltadas para o subúrbio, instigando os participantes a refletirem acerca das ações que já vêm sendo executadas e  definir quais as prioridades para a região.

Grupos culturais locais animaram o encontro com apresentações que envolveram diferentes segmentos culturais: música, dança: hip hop e dança de rua, capoeira, poesia, entre outros.  Estes grupos fortaleceram o que o Subúrbio tem para mostrar, além de solicitarem uma maior atenção não só por parte do poder público, mas da própria comunidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s