Conselheiros participam de evento focado no patrimônio cultural

BANNER

A cidade de Juazeiro, no território Sertão do São Francisco, receberá na próxima terça-feira, 03, o I Seminário do Patrimônio Cultural de Juazeiro. O evento, que contará com a participação de dois integrantes do Conselho Estadual de Cultura, será no Centro de Cultura João Gilberto, espaço administrado pela Secretaria Estadual de Cultura (SecultBA). O debate começa às 14 horas, com entrada gratuita.

O conselheiro de cultura Edvaldo Gomes Vivas (foto) será um dos palestrantes do evento. Ele levará ao público o debate ligado ao patrimônio cultural. O conselheiro é vice-presidente da Câmara de Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Natural do Conselho Estadual de Cultura. Além disso, é promotor e coordenador do Núcleo de Defesa do Patrimônio Artístico e Cultural do Ministério Público da Bahia.

“É importante mostrar que o patrimônio cultural faz parte de todo o meio ambiente cultural que estamos inseridos. Portanto, discutir patrimônio é lidar com a nossa própria humanidade”, afirma. O conselheiro chama atenção ao fato de ser preciso compreender que a cultura vai além do patrimônio material tombado e do que está nos museus. “Se começarmos a enxergar o homem como um ser de cultura, isso mudará toda a nossa forma de viver a sociedade”, completa.

Na mesa do seminário estarão também o integrante do colegiado de engenharia civil da Universidade Federal do Vale do São Francisco, Sérgio Motta, a diretora do Departamento de Ciências Humanas do Campus III da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Márcia Guena, e o participante do coletivo da Ilha do Fogo, Ênio Silva.

ORGANIZAÇÃO – O evento é promovido pela Secretaria de Cultura e Juventude do município. Um dos organizadores é o presidente do Conselho Estadual de Cultura, Márcio Ângelo Ribeiro. Além da vontade de levar à comunidade as questões em torno da preservação do patrimônio local, Ribeiro tem incentivado o debate relacionado à Ilha do Fogo, que está hoje sob a tutela da Prefeitura Municipal de Petrolina, apesar de haver interesse de a localidade ser transferida para Juazeiro.

“Questões históricas levam os cidadãos de Juazeiro a defender a Ilha do Fogo como um patrimônio do município, apesar de isso nunca ter sido oficializado. Há dois anos o governo federal deliberou que ilha pertence a Petrolina, algo que, tanto no âmbito da cultura como do meio ambiente, representa perda à cidade de Juazeiro. Essas e outras questões serão abordadas nesse evento”, finalizou o presidente do Conselho.

Serviço
Evento: I Seminário do Patrimônio Cultural de Juazeiro
Onde: Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro
Quando: 03 de maio, às 14 horas
Aberto ao público

 

Fonte: Conselho Estadual de Cultura da Bahia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s